E a vista está
Onde nos convem
Hei de caminhar além

É terra de sonhar
Canela de ema resistirá ao fogo
E o cerrado irá brotar novo

Desde um tempo atrás
Eu me atraso em ser
Mas se lá do elefante eu pudesse avistar
Com o horizonte debaixo do olhar
Aonde a estrada vai dar

E a vida entrega
A todo bom pensar
Coisas de paz, flores no teu caminhar

E teu recompensar
Desfruta nas águas que experencia só
Endorfina seu sonhar logo

Inabitável, o mundo é
Cada vez mais habitado
Pelos bárbaros superpovoado
Mas cada um pode no pedra se preservar

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Bernardo Do Espinhaço. Essa informação está errada? Nos avise.

Posts relacionados

Ver mais no Blog