Eu tô voltando de um lugar nunca se sabe quem levou
Eu fiquei lá por muito tempo, olha a barba como estou
Avistei fadas no céu, com ar de bruxas feiticeiras,
Armazenei o chá de lírio na bolsinha colorida junto ao disco voador

Eu já fumei cachimbos preciosos me chamaram de doutor
Eu fui guru na minha aldeia, codinome meu senhor
Subi colinas em cavalos flutuantes, tinha a lua ao meu dispor.
Sentava na minha varanda com o prato em guloseimas brancas ligado o motor

A alegria abraça a fantasia que é vida
No ponto que atinge a geometria da língua

Caramelo é doce, caramelo é doce doido,
Caramelo é doce doido (2x)

Morei em templos japoneses no final da expedição
Pichei meu nome nas pirâmides do Egito com tijolo e borrão
Eu visitei a antiga Babilônia derrubei a torre de babel
Morei com os Maias, ensinei o meu mesclado produzido em cubinhos de papel.

Puxei a barba de Jesus quando passou bebendo vinho e eu queria
Fui kamikaze na primeira guerra todos inimigos fugiram
Sentei com Hittler, whisky, cocaína discutimos o fim da linha artilharia
Eu vi Pelé numa esquina dei a ele uma chuteira bola, disse preto segue a sua vida..

A alegria abraça a fantasia que é vida
No ponto que atinge a geometria da língua

Caramelo é doce, caramelo é doce doido,
Caramelo é doce doido (4x)

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir