Na manhã de domingo, dia 22
Criança, homem e mulher
Foram ensinados
Viver de graça é um crime pior
Do que o próprio homicídio

Os culpados aprenderam a não sentir-
Nem mesmo a culpa
Se decretou que quem pouco tem ficará com menos ainda

Se eu tivesse os tecidos sombrios, os estenderia aos seus pés
Mas eu, sendo pobre, tenho apenas os meus sonhos
Ande suavemente pois quando voce anda, pisa nos meus sonhos

Dialética da resistência, esperamos que se entenda
Que o tempo não enxaguará o sangue vertido por suas mãos

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir

Posts relacionados

Ver mais posts