Calixto
Te deram uma escolha pra fazer
Descer pra terra é treta, guerra
Feita acerta e deita
Cega e ceifa
A pele preta
E ainda rejeita que tem salvação
(Quem é e, quem não é tem)
Viver além do que se espera
Ou só correr até morrer
Pelo prazer de ter poder
Então, qual foi ladrão?

Quanto mais Crew, menos tempo
Tô tendo um período intenso
Pós sabático traumático
Pra não dizer ridículo para chuchu

Perdi uns amigo meu
Que se afobaram e tomaram cru
O cenário é funcionário
De um otário, rico e maluco

Toma no cu pra lá com seu empresário
Que os views que cê ta vendo
Não me retornaram um boldo
E ainda demandaram mais que o dobro do troco que eu tinha no bolso
Assim parece que o salário nunca é baseado em esforço

Cem por cento no momento
Eu tento escape da revista
E a vaga pra outra classe
Onde eu só voe

Sem precisar posar pra capa da revista
Numa nave ouvindo Orishas
Pros capitão do mato não me
Plow

No mic ataque
Desenhando meu chão, fui art atack
Ei Rugrats
Cês querem ser monstrão e são Mike Wazowski

Fudeu
Tá fácil ser destaque
E chacoalhar correntes
Já que pra espalhar sementes
Daria trabalho

Lucas Boss
Trancado na varanda
Cozinhando sons
Cozinha bem apertada
Pros meus sonhos

Será que vivo drama?
Ou eu que sou dramático
Pensando pra caralho
Fez me tornar pouco pratico

Subir o Evereste com, só uma mochila
Certo que vontade de desistir não é exclusiva

Só coração!
Na pupila o disco gira
Vibração energia
Pra fazer sentir o que eu sentia

Era o chão de terra
100% black’s, vídeo tracks
Questão como ter os cap’s
Do 50 cent

Mesmo branco demais pra rap’s
Tudo ganhar sentido no giro de b boys nos flashback’s

Cresci pra vê
Entende o stresse
Nem todo mundo é do Messi
E Nem todo Messi é visto

Existe quem vê vive
Como lessi bem quisto
Tenha fé não esquece
Disse o mestre aos discípulos

Trabalhar demais
So pra pagar conta
Nascido em Minas Gerais
O mercado é uma afronta

Outro DDD
E 1 kilo de ideia pronta
E vai vende de de
Que é uma beleza

Erick
É e é muita treta porque que eu tô parado aqui
Se o impulso é pouco e não é o bastante pra subir não
Necessidade gera sonho e frustração
O ódio vem depois é alastra sem perdão

Então vou
Nunca perder tempo pra si mesmo
É pule no abismo e se preciso pague o preço
Quebre a corrente do apego
E se apague
Cuidado com o bailar de onde se mete
Que a rua tá escura mais
Seja sua lanterna o pai
E não fique perdido
O aviso é dado
Só tem direito quem não aprendeu a ficar calado
No enquadro da quebrada
É mente armada
Resolva as 94 fitas problemáticas

Refrão
Desde 94 brindo a vida
Onde o caminho da felicidade é uma subida
Eu vim libertar
A voz que desperta
Minha hora é essa
Mantenho a pressa, onde quem espera se complica (tem que saber chegar)
Quem rima, reza

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir
Composição: Calixto / Erick Sales / Lucas Boss · Esse não é o compositor? Nos avise.
Enviada por In'Rua
Viu algum erro na letra? Envie sua correção.