Meio tonto, da um desconto

Perdeemo o balai no ponto
A caminho do
Local de encontro
Entro na brisa e caminho compondo

Compro um dog e um base lock
Saca a smoking e ziplock
Esquece a lupa e o plim pro ciclope
Que a naturalidade eu nao escondo!

Lisergia, mente cheia cidade vazia
Se vira, na vida sem nem saber
Se ainda é noite ou é dia

Nos verso que eu me espresso
Com a licença que eu nao peco e nem preciso
Pra dissertar no papel minha terapia
Oo largo os tracos pelo acaso do meu dia-a-dia

Tempo excasso e foi se outro maco ao passo apressado dessa correria
Traz a intera da vela de sexta feira
Pra encontrar a batida e perfeita
Green, perva, birita e zuera

Tonteira descendo a ladeira
Abaixo pra ver se la em baixo eu acho
Do cacho de onde saiu essa uva

Passa a graxa e a goma eu passo
Virado
Sem embaraco, só o bagaço naquele mormaço que antecede a chuva

In*rua quer, quem tem traz ls de loucura
Atravessando a madrugada, só louco na rua
E tu quer julgar quem? Vou assumindo meus bo
E não desrespeito a ninguem

Se tu tem então traz, falador não acompanha
Só tenta e costuma ficar pra trás
E tu quer julgar quem?
Vo assumindo os meus bo e foda-se

Dsl liga internet ao pc,tio
Se inverte, trás a dose que é psicose pro hd
Que muda a frequência do meu processador
Batendo forte na fonte igual murro pra boxeador

E eu
Me encontrei com a alcateia da pupila grande só dinossauro t-rex
Vai de x pra longe,sem influenciar e quem quer nem se esconde
A cara é de louco a mente sã e eu vou na paz de um monge

De longe,é fácil apontar e falar do bug
Fuck you bitch,hey ugly e vê se não me alugue
Sou membro vip da minha tropa a.k.a life drug
E com o flow mais afiado que faca de açougue

Advertência a todos que causam ancia
Se acha que é maionese, destina-se a ambulância
Incoerente olho gordo da ganancia
Come o doce com amargo doce da ignorância

In*rua quer, quem tem traz ls de loucura
Atravessando a madrugada, só louco na rua
E tu quer julgar quem? Vou assumindo meus bo
E não desrespeito a ninguem
Se tu tem então traz, falador não acompanha
Só tenta e costuma ficar pra trás
E tu quer julgar quem?
Vo assumindo os meus bo e foda-se

E eu
Fico ligeiro nao mosco na pista
E sei pra onde correr
Chapado brisado mas eu me controlo
E nao vou dar p.t

Teto preto, ate cambaleei
Mas to feroz igual uma fera
Depois da acidez eu flutuo na atmosfera
Da um bumba nas mutchatcha
Chama elas pro combate
Aplica as curiosas que mais tarde
Rola um fight, vem me pede um trago
Entrosa e rola uma amasso
Me acompanha e vai na paula
Dentro do meu quarto

Pisei no lodo, chapei o coco
Fiquei meio rouco, tomei um toco
Mas nao sou bobo, tento de novo
Espera um pouco

Segura a onda dos moleques
Apareceu um look querendo fumar meus dreads
Sai
Espanta encosto que se encosta
Em trouxa que da migué
Tem clandestino na minha tribo
A carburar com os pajés

Ja afetou minha memoria
Deu erro na transmissão
Mas só pra eu ter mais certeza
Mano volta no refrão

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir