Madrugada a dentro debruçado no papel
Pra fazer virar real o que eu venho sonhando
Rabiscando meu cotidiano, surtando nessa atmosfera cruel
Pensei em parar, ja quis desistir, mas eu percebi
Que um dom me foi dado, então vou seguir rimando
Marcando as letras no papel
Pra fazer virar real o que eu venho sonhando
Rabiscando meu cotidiano, surtando nessa atmosfera cruel
Pensei em parar, ja quis desistir, mas eu percebi
Que um dom me foi dado, então vou seguir rimando

Deixando os traços em espaços que aparecem
Compassos seguem meus passos enquanto riscos parecem
Tomar vida pós-fracasso, crio laços que engrandecem culpa
Mas é escasso, tudo o que me esclarece a dúvida
Dando fuga do meu campo de visão
Mas minha crew na luta, inrua é o que multiplica ação
Po chamou, fechou ms? Erick na contenção
Formado o clâ que aos olhos podres segue na contramão
Juntei todos os medos então, só pra poder lançar ao vento
Depois que a razão me ensinou que quem teme perde tempo
Fodas on, parti pra dentro atento pesando o argumento
Que é arma, no ambiente de guerra que ofusca meu carma e me torna sedento
Por dentro a sede de ganhar, me faz prosseguir
Posso balançar, mas não vou cair
Flertando com desilusão
Botei fé na minha trilha e me pus a sorrir
Nao consegui ser pé no chão
Porque eu taquei os dois pras porta abrir
Sou solto no mundo, então
Vagabundo eu vou fazer bem mais do que só existir
Muitos cairam sem lutar
Tropeçaram sem correr
E a queda que faz lembrar
Que só há uma chance pra viver
Nessa cena em que verdade é acessório
Caráter maqueia a face de falsos profetas
Bh selva de pedra traz sorrisos em velórios
Te faz crescer sempre alerta em um sistema predatório
Traçamo a meta pra poder alcançar
Nada vai parar
Correndo pro jogo virar
In*rua quis e ainda quer
Só que agora nos vamo buscar!

Conversas nao pesam a viagem
Tao espalhando que eu ando espalhando
De umas letras estranhas e sem qualidade
Rap nao vira, nao vinga
Nao chega no ouvido de quem
Nao entende a verdade
Querem opinar, querem ensinar
Pra quem ta de fora é facil falar
O dedo que aponta nao mostra o caminho
De quem tem o foco de onde chegar
Mas onde voce quer chegar
A que ponto vamos chegar
Me diz o que vale a pena
Se eu mato um leao por dia
E ainda ouço os risos das hienas
Pra alguns é facil demais mas
É bom ter cuidado, habitat natural
Onde o natural é ser contrariado
Entao
Nao mosca nao jao, abre o oho entao drão
A vacilação don, é pássagem de ida
Pra boca do tubarão
Mas nós, da mole nao
Bem mais que pose e roupa
Aqui tem trafico de rima
E eu sou dono da minha boca
E cola, que é só chegar desenvolvendo
A feira ta montada, mas comercial nao vendo
Ciencia, nao explica toda minha vivencia
De fato como consequencia
Recebo minha recompensa, 'cê' pensa
Que é brincadeira eu to atento tio
É melhor firmar o toco e ser sangue frio
Ou ja era, ja é?
Se mantem de pé
Eu sei quem é quem quando testam minha fé
Mas tiro de letra nao perco meu sono
Acordo e to pronto, uma palha e um café
Possuo e sou possuido
De flow e rima precisa
Se nao agrada pega a biblia
Faz a reza e me exorcisa

Na base da soma assumo,consumo
No modo noturno o ato de pensar
Do rap mineiro progresso
Em cada verso o ato de não oscilar
Mente inquieta, flertando com surto
No ato da inspiração eu cometo o furto
Trabalho pra lapidar, insisto em questionar
Amargo do trago que eu lhe trago pra tu viciar
E vivenciar, aonde isso vai da? Já não sei
Mas te conto quando eu chegar la
O medo eu deixei pra trás dando lugar a ambição
Apertando rec na track pra concluir minha missão
In'rua de terra cinzenta nos verso a minha oração
Um dia eu posso cair mas ai, hoje não!
Na contramão convida a vida, em batida pra me guiar
Preencho universo em branco ser franco em qualquer lugar
Respeito é pra quem tem!, já dizia sabota
Pra tu nao ter que beijar sola de nenhuma bota
De libra a muro, obscura a cura da minha rotina
Retoma forma e transforma em algo que não se imagina
Tento prever, (quê?) privado de que?
Faço por merecer, mas sem da minha outra face a bater
Tentar entende que minha raça cansou de apanhar
Caço motivo to vivo o bastante pra acreditar
Em uma mudança drástica
É renascer não fazer plástica
No auge da minha frustração inspiração
Faz magica

Adicionar à playlist Tamanho Cifra Imprimir Corrigir